Aprendendo com CRISTO!

A cada dia quero aprender mais, e mais com contigo meu Senhor e mestre... JESUS!

Postagens Recentes!

Leia este folheto!

Estudo sobre a diferença entre Libertação e Renuncia

 Por Simone Maia

Textos Bíblicos: Jo 8:32 e Mc 8:34-38.

Objetivo: Cristo nos liberta do pecado, mas isso traz Renuncias e Responsabilidades.

Em Cristo, somos Libertos para:

  • Adorar ao Senhor – Sl 147:12 
  • Sermos transformados – 1 Co 15:51 
  • Proclamar Liberdade – Is 61:1 
Libertação em Cristo é:
  • Real, verdadeira. – Jo 8:36 ; Jô 4:24 
  • Total, alcança todas as necessidades humanas (corpo, alma e espírito). – 1 Ts 5:23 
  • Transformadora, o Espírito Santo agindo em nós. - 2 Co 3:17-18 
Na Bíblia Sagrada, a palavra liberdade só tem validade adequada e agradável ao homem quando relacionada a outras duas: 
  • Obediência - Gl 5:13 
  • Responsabilidade - Gl 5:14 
A questão: O que você já renunciou para estar mais perto de Deus?

Fique ligado! Levar a “Cruz” é... 

  • Renunciar – Lc 14:33 
  • Amar a Deus – Jo 14:21a 
  • Fazer a vontade de Deus – Jo 1:13 
  • É lutar contra a nossa vontade – Rm 7:14-15 
  • Esvaziar de mim – Jo 3:30 
  • Ser família de Cristo – Mc 3:35 ; Jo 1:13. 
  • É ser confrontado o tempo todo, pelo mundo e pessoas (muitas vezes por pessoas que amamos) – Lc 14:26-27 

Conclusão:
Havia um jovem rico, observador das leis que perguntou a Jesus o que seria necessário para herdar a vida eterna, Jesus olhou em seus olhos e disse:

- Ainda te falta uma coisa; vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem, e segue-me. 
Mas, ouvindo ele isto, ficou muito triste, porque era muito rico. Lc 18:22-23

E você Jovem? O que tem impedido de fazer a vontade do seu Senhor? Deixe o Espírito Santo moldar o seu ser para que a sua vontade seja a de Deus e não a tua. Muitos personagens bíblicos sofreram por servir a Deus e tiveram que renunciar conforto, segurança, amizades ou riquezas. Acredite, vai valer a pena, Amém!!!


Simone Maia (Sica Maia) Autora desse Blog e do Cantinho Sica Maia, membro da Igreja do Evangelho Quadrangular de Bangu, Pedagoga, Seminarista do ITQ  e atualmente Professora de Adolescentes e Jovens.


E'mail: educaremcristo.sicamaia@gmail.com




Saindo da Caverna e subindo o Monte

-Tema: EXPERIÊNCIA COM DEUS 

I Reis 19.9-18
-Introdução: Há momentos em nossas vidas que queremos nos isolar. Ficar sozinhos e não ver ninguém. Também existem coisas que somente você sabe e mais ninguém. É um cantinho profundo de sua alma onde guarda seus segredos que não conta pra ninguém.
Esta é a caverna da alma humana. Onde jogamos nossas tristezas e erros para ninguém ver e de vez em quando fugimos para lá. Quando lá chegamos Deus se encontra conosco.
Olhe para Dentro de si. Onde é sua caverna?
Deus havia mandado Elias ir para o monte de Deus (v.8). Mas chegando lá ele entrou em uma caverna para ninguém ver ele, por que estava fugindo de Jezabel (v.2).
Elias estava em um momento de solidão e tristeza. Estava sofrendo de auto-compaixão. Achava que estava sozinho (v.10 e 14) e que todos eram contra ele. O Senhor perguntou a Elias duas vezes “Que fazes aqui Elias?” (v.9 e 13). E da mesma forma quando você entra na caverna Deus te pergunta “o quê você está fazendo aqui?”.
Por que Deus perguntou de novo a Elias? Creio que a resposta dele não tinha sido suficiente. Quando Deus nos pergunta algo sobre nossos pecados, não adianta ficar se justificando e colocando a culpa em outras pessoas.
O que você está fazendo na caverna?
Vamos refletir sobre as ordens que deus deu a Elias e saber o que fazer quando entramos na caverna:



1- Sai da caverna: v.11a “sai” 
A primeira ordem que Deus dá para Elias é sair da caverna. Ali não era o lugar que Deus queria que ele estivesse. A caverna é um lugar de medo e covardia. Deus não quer seus servos escondidos e sim dispostos para lutar.
Quantas vezes em nossas vidas, na hora dos problemas em vez de avançarmos recuamos e nos escondemos. Esse não é o papel de um servo de Deus “Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação” (2 Timóteo 1.7).
Não fique curtindo depressão. Levante-se e saia desta caverna!
                        
2- Suba o monte: v.11b “põe-te neste monte perante o Senhor”
A presença de Deus o lugar onde devemos estar. Fora da presença de Deus não há felicidade nem paz.
Elias havia ido até ali para subir ao monte e se encontrar com Deus e não podia desanimar logo neste momento.
Elias viu um ‘forte vento’, depois um ‘terremoto’, logo em seguida‘um fogo’ e o Senhor não estava em nenhum deles, mas quando surgiu um ‘cicio tranqüilo e suave’ [uma brisa leve] (v.11,12) Deus falou com Ele.
Às vezes queremos ter uma experiência com Deus que seja sobrenatural, mas o que Deus quer é ter um relacionamento conosco. Não fique procurando Deus em coisas grandes, procure nas pequenas e você achará.
O monte é o lugar de ter experiência com Deus. Você pode fazer de sua casa, da igreja ou qualquer lugar um monte de oração (Mateus 6.6).
Quando oramos deixamos este nível terreno e subimos às regiões celestiais (Efésios 1.3).
Suba o monte da oração, Deus quer falar com você!

3- Unge Meu escolhido: v.15,16 “vai, volta o teu caminho para o deserto de Damasco e chegando lá unge a Hazael ... Jeú ... Eliseu”
Depois de sair da caverna e subir o monte, Deus mandou Elias voltar pelo caminho do deserto e ungir o novo rei da Síria, o novo rei de Israel e Eliseu para ser profeta em seu lugar. Isso significava que haveria uma mudança em tudo ao seu redor.
Ungir reis, sacerdotes e profetas era função de um grande profeta (I Samuel 16.12,13). Com isso Deus estava mandando Elias ir fazer o seu trabalho e não ficar questionando que está sozinho.
Deus nos usa para levantar pessoas para fazer a sua obra mesmo que pensemos que não tenha ninguém. As mudanças acontecem através de nós. Não podemos ficar parados esperando. Precisamos agir urgentemente.
Quando a unção de Deus está sobre nós Deus nos usa para contagiar outros com esta mesma unção (I João 2.27). Abençoe pessoas. Deus te ungiu para ministrar a bênção aos outros.
O Senhor te usará para ungir e levantar outras pessoas!
Pare de reclamar e reaja!
-CONCLUSÃO: “também conservei em Israel sete mil, todos os joelhos que não se dobraram a Baal e toda boca que o não beijou”v.18
Você não está sozinho!
Elias disse para Deus que estava sozinho, por isso estava na caverna e o Senhor lhe respondeu que ele não estava só, pois Deus havia conservado sete mil pessoas que não dobraram seus joelhos e nem beijaram o ídolo Baal.
Por mais que vejamos o mundo corrompido “E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos (Mateus 24.12) mesmo assim precisamos crer que “Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça.”(Romanos 11.5).
Quando enfrentar crises, não fique na caverna. Saia e suba o monte de Deus. Seja um profeta e ajude o Senhor a levantar mais escolhidos. Você não ficará sozinho por que Jesus mesmo estará contigo (Mateus 28.20) e levantará outros (Mateus 19.29).



Pastores, parem de pregar... Reflexão!

                  Ao ler esse texto de Josué Campanhã, tive que compartilhar, algo que venho refletido durante a minha caminhada cristã... Eis a minha reflexão:
Boa maioria critica a Palavra, mas ela é, e sempre será FIEL, não muda. O efeito dela é gerar vidas TRANFORMADAS.  O grande problema no meio cristão é que os "instrumentos" que se colocam disposição de Deus para exposição da Palavra estão, às vezes gastos, enferrujados, outras vezes, envaidecidos, ambiciosos, pretensiosos, arrogantes (e por ai vai...), e ainda são manipuladores, sutis e intelectuais naquilo que dizem em nome de Deus. Assim, falam o que lhes convém e não se submetem a vontade divina.                                                                               O resultado disso, é que, vemos e ouvimos pregações repetitivas, frias, sem amor, sem arrependimento, vazias. Acredito que devemos rever condutas e voltar ao princípios dos "instrumentos" simples, sem títulos, sem rótulos, mais cheios de calor, amor e revelação. O povo de Deus carece de "instrumentos" que os conduzam não apenas para conversão, ou números num relatório, mas apontem um caminho de RECONCILIAÇÃO e TRANSFORMAÇÃO para uma vida plena em Deus.  Sica Maia #minhareflexão #canseidepalavrasvazias



Deixem ser usados pelo Espírito, e o que Deus falar através de você incendiará o mundo.

Há algum tempo conversei com um homem que havia se convertido há um ano. Ele me disse que havia decidido parar de frequentar a igreja. Surpreso com a decisão dele, indaguei o motivo, e ele me disse: "É simples, existe uma diferença incrível entre a mensagem que ouço aos domingos e a Bíblia que leio diariamente. A Bíblia me transforma dia após dia, mas o que eles pregam na igreja parece estranho."
Jack Deere conta que numa pequena cidade, onde não havia um bar, alguém começou a construir uma taverna, não dando atenção a um pastor da cidade que pregava contra a ideia. O pastor e alguns cristãos reuniram-se para uma vigília com o objetivo de pedir a providência de Deus quanto ao caso. Naquela mesma noite, um raio atingiu a taverna em construção, destruindo-a completamente. O dono do prédio deu início a um processo judicial contra o pastor e a igreja, alegando que os crentes eram os responsáveis pelo que acontecera. O pastor e a igreja contrataram um advogado que negou que eles tivessem alguma coisa a ver com o ocorrido. Quando chegou o dia do julgamento, o juiz afirmou: "Uma coisa ficou muito clara neste caso, não importa qual seja seu desfecho. O dono da taverna acredita no poder da Bíblia e da oração, o pastor e os crentes, não."
Estas duas histórias são reais e chocantes. No entanto, elas refletem a realidade de um grande número de pastores da atualidade. Todas as semanas perto de um milhão de sermões são pregados em cerca de trezentas mil igrejas evangélicas no Brasil. Calculo que uma pessoa que frequente uma igreja por 15 anos, apenas um culto por domingo, já ouviu cerca de 780 sermões. Imagine o poder transformador de tanta pregação, por tanto tempo, na vida de milhões de pessoas. Entretanto, por que um avivamento não acontece? Por que os evangélicos não aniquilam a corrupção em lugar de serem aniquilados por ela?
É impossível deixar de fazer uma comparação. Por que Jonas, Pedro, Paulo, Spurgeon e Moody pregaram com mais dificuldade do que nós e causaram efeitos "devastadores"? Por que não vemos quase nada parecido a isto hoje?
Talvez a resposta esteja num "pedido" aos pastores: Parem de pregar!
1) Parem de pregar sermões onde não há alegria e são pregados por causa da obrigação com o emprego e porque estão sendo pagos pela igreja;
2) Parem de pregar sem antes estudar a Bíblia para aplicar em suas próprias vidas;
3) Parem de pregar sem antes dedicar dez a quinze horas de oração e mergulho no texto bíblico sobre o qual falarão;
4) Parem de pregar sermões prontos do seu bispo ou apóstolo, sem coração, paixão ou emoção;
5) Parem de pregar sermões copiados da internet, sem vida e sem experiência pessoal;
6) Parem de pregar suas ideias pessoais, justificadas com alguns versículos bíblicos;
7) Parem de pregar regras para as pessoas viverem, que vocês nunca viveram.
E a lista poderia ir embora...
Preguem a Palavra, poderosa, penetrante, transformadora e verdadeira.
Deixo um desafio que recebi há cerca de 30 anos, quando estudei pregação expositiva com um homem chamado Karl Lachler. Depois que ele nos explicou o poder da pregação da Bíblia – primeiro para a minha vida e depois como uma ferramenta que o Espírito Santo usa para alcançar outros –, a única coisa que consegui fazer naquele dia foi: me quebrantar, chorar, orar, chegar a minha casa e jogar fora todos os sermões que tinha, pedir perdão a Deus e começar tudo de novo. Nunca mais um sermão foi igual.
O apelo naquele dia foi: Parem de pregar na sua própria força ou sabedoria, mas deixem-se usar pelo Espírito, e o que Deus falar através de você incendiará o mundo. Talvez seja hora de parar de pregar do jeito que você está pregando e experimentar algo novo.


Autor: Josué Campanhã é escritor, palestrante, consultor e pregador

SEUS PLANOS SE FRUSTRARAM?



Não sei quanto a você, mas desde criança, eu me imaginava mais velha. Onde, com quem, como. As novas experiências dos 16, o status dos 18, a liberdade dos 20 e todas as conquistas que viriam. 

Quem sabe você não achou que com “tal” idade já teria se formado, acabado aquele curso, teria seu carro, um salário confortável, estaria casada, aquelas metas pessoais realizadas... A essa altura, sua família já estaria restaurada, aquele trauma há muito superado, seu ministério sólido, as antigas promessas de Deus cumpridas, com tanto potencial que você tinha, já teria feito proezas para Jesus... Só que não rolou assim. 

Essa lista, nós sabemos, é interminável. Talvez porque projetamos demais no passado; em algumas áreas trabalhamos de menos; outras só não contávamos com os imprevistos. Mas principalmente, por uma coisa chamada “tempo e vontade de Deus”. 
E, é no momento da frustração, com o sentimento de que perdeu o rumo, o controle da sua vida (sim, aquele que nunca teve, mas costumava sentir que tinha), quando o desânimo e a confusão de nada parecer no lugar certo se instalam, que vai questionar o Dono de todas as respostas: “Cadê?; Suas promessas se frustraram?; Seus planos para mim mudaram?; Tudo foi em vão?; O Senhor desistiu de mim?”

Nunca antes eu tinha reparado que Isaías, Jeremias e Ezequiel também passaram por isso. E todos três nesse momento de transição, incertezas, frustração e mil questionamentos tiveram a mesma visão: O TRONO. E é claro QUEM, de fato, está sentado nele! (Isaías 6/ Jeremias 1 / Ezequiel 1). 

Ezequiel, por exemplo, sendo da tribo dos levitas, por toda sua vida foi criado para ser sacerdote. Como ditava a tradição, começou a se preparar aos 12 anos para ter mais longos 18 pela frente, até poder, enfim, viver o propósito para o qual “tinha nascido”. Mas não aconteceu bem assim! Ele conta que passado o tempo devido, “no seu trigésimo ano, no quarto mês, no quinto dia”, estava no meio do seu povo CATIVO, sem liberdade, sem perspectiva, há mais de 600 km do templo onde “deveria estar” e sob a iminente ameaça deste ainda ser destruído. Realmente nada saiu como o planejado (por ele, não pelo SENHOR). 

É nesse contexto que, as margens do rio Quebar, ele tem visões de Deus, no seu TRONO. Como que ouvindo: “Você se preparou para ser sacerdote, mas eu te chamo para ser profeta!”. 

Isso aí. Ele é quem sabe que pensamentos tem para você! (Jr 29:11). Quando tudo parece confuso e as promessa parecem frustradas... Não, o Todo-Poderoso só tinha um rumo diferente para te levar até elas. Aí, no meio da transição, da interrogação e do desalento, Ele te revela QUEM está sentado no TRONO!

É Ele quem governa! Você pode não saber para onde vai, pode não estar entendendo nada na sua história, mas Ele sabe perfeitamente para onde está te levando. E se você permanecer fiel, obediente e O seguindo (mesmo no escuro), vai ver que é para muito mais do que tudo quanto pediu ou pensou! 
No momento da dor, da dúvida ou do medo lembre-se do TRONO e de QUEM está sentado nele! 

#DeusNoControle #OsPlanosDeleSãoMelhores #Confie

Por Renata Santos
[Texto escrito especialmente para o Meninas de Fé]

VIOLENTADA E HUMILHADA - O ESTUPRO DE DINÁ


Imagem: Avi Katz

Diná (Diynah, que significa "julgamento")
Lemos em Gênesis o relato de um estupro que gerou a morte de muitas pessoas. O texto descreve uma memória de violência, dor, decepção, vingança, roubo e assassinato:

"Diná filha de Jacó é violentada por Siquém, filho de Hamor (líder dos heveus e da região onde o estupro aconteceu). Após violentar Diná Siquém se apaixona por ela e pede que seu pai a peça em casamento para ele. Jacó fica sabendo do que aconteceu mas não toma nenhuma atitude, e quando seus filhos souberam ficaram indignados e furiosos. Hamor procura negociar o casamento em troca de favores financeiros e outros benefícios, mas os filhos de Jacó exigem que todos os homens da cidade sejam circuncidados como eles, pois do contrário não teria acordo.
Hamor e Siquém concordam com a condição e todos os homens da cidade, inclusive Siquém são circuncidados.Três dias após a circuncisão os homens sentiam fortes dores, então Simeão e Levi, filhos de Jacó, entraram na cidade sem ninguém notar e mataram todos os homens, inclusive Hamor e Siquém, e depois resgataram Diná. Os outros filhos de Jacó roubaram as coisas de valor que havia na cidade e levaram como prisioneiras as mulheres e as crianças para se vingar. Jacó exorta Simeão e Levi, e eles alegam que a vingança foi para defender a honra da irmã." (Resumo de Gênesis 34.1-31)

A primeira impressão que temos é de uma história romântica que começou de maneira truncada, e que caminhava para uma solução passiva, onde o casamento estaria reparando o erro e dois povos se uniriam, mas haviam intenções enganosas de ambos os lados, onde um povo queria se dar bem e o outro só buscava a vingança, pois nas entrelinhas dessa possível união há uma estratégia de Hamor para aliançar-se com o povo de Israel e assim partilhar dos bens materiais e das bênção do Deus de Israel. Siquém era heveu, raça pré-cananéia da Palestina, ele era o mais respeitado da família de Hamor (v.19), seu padrão moral o levou a um seqüestro sequestro seguido de estrupro, como seria então a índole dos outros heveus?

Os heveus queriam casar Diná com Siquém (v. 8) em troca de um dote sem limites (v. 11,12), todos ficam parentes casando filhos e filhas dos dois povos (v. 9), e os israelitas passam a morar e negociar na cidade, investindo inclusive em terras (v. 10). Contudo não podemos esquecer que os heveus eram um povo idólatra e sem aliança com YHW (Deus), aceitar uma circuncisão apenas para que Siquém se case com Diná não parece algo tão amigável para um povo com a fama dos heveus, a não ser que hajam interesses escondidos. Além do mais uma aliança com o “Povo da Promessa” seria algo muito lucrativo para eles, pois Jacó possuía muitos bens que os heveus invejavam (v.23).

Os israelitas, tomados de indignação e fúria pela vergonha coletiva de Israel e a desonra de Diná (v.7) procuram vingança (v. 13). Os israelitas tinham um a aliança com Deus (YHWH) selada pela circuncisão, e portanto exigem que os heveus sejam circuncidados também (v. 14,15), então após a circuncisão poderia haver casamentos entre eles. (O fato de citarem “nossas filhas” no v.16 nos leva a concluir que os filhos de Jacó já estavam adultos e casados, e Jacó já tinha netas.)

Na sequência do relato bíblico, os heveus são circuncidados (v.19), ou seja, uma cerimônia sagrada foi praticada visando um fim pecaminoso. Ao terceiro dia da circuncisão normalmente os homens sentem mais dor por causa da lesão provocada pela circuncisão, portanto estavam incapacitados para lutar, e este era o momento ideal para Simeão e Levi executarem sua vingança (v.25) e resgatarem Diná. Possivelmente Simeão e Levi já tinham seu próprio clã e estes os ajudaram na empreitada pois elesmataram muitos além de Hamor e Siquém (v.26,27). Após a vingança, os outros filhos de Jacó roubam a cidade e também fizeram mulheres e crianças prisioneiras (v.27-29), mas Jacó exorta apenas Simeão e Levi (os únicos irmãos maternos de Diná) por colocá-lo numa situação difícil, que suscitou o ódio dos povos sobre os israelitas; Jacó temia retaliação e morte de toda a sua família (v.30). Na versão Almeida Revista e Corrigida Jacó diz: "Tendes-me turbado, fazendo-me cheirar mal entre os moradores desta terra..."

Jacó em seu leito de morte amaldiçoou Simeão e Levi (Gn. 49.5-7), e passadas algumas gerações eles e seus descendentes perderam a parte da terra prometida que lhes cabia.

O QUE APRENDEMOS COM ESTA PASSAGEM?

Não é de se admirar que neste capítulo da Bíblia o Senhor Deus não é citado, pois Deus não pactua com homens que buscam justiça com as próprias mãos.

A VINGANÇA PERTENCE AO SENHOR E NÃO AOS HOMENS:

Meus queridos irmãos, nunca se vinguem de ninguém; pelo contrário, deixe que seja Deus quem dê o castigo. Pois as Escrituras Sagradas dizem: “Eu me vingarei, eu acertarei contas com eles, diz o Senhor.” (Romanos 12.19 - Levíticos 19.18; Hebreus 10.30).


(Autores consultados: H. L. Ellison, D. F. Payne, F. F. Bruce, R. Shedd)
Por Márcia Heuko

2leep.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quer aceitar Jesus como seu Senhor e Salvador?

Se você sentiu em seu coração o desejo de hoje entregar a sua vida e os seus caminhos nas mãos do nosso Senhor Jesus, queremos dizer que no céu a uma grande festa, pois a Palavra do nosso Deus diz que há festa no céu quando um pecador se arrepende dos seus pecados.

E, se você hoje tomou uma decisão sincera em seu coração, nós te convidamos a fazer essa oração, com uma inteira certeza de Fé de que a partir de então você receberá o perdão de todos os seus pecados e passará a condição de Filho de Deus, lavado e remido pelo Sangue de Jesus, o qual Ele, por amor a mim e a você, derramou na Cruz para nos redimir de toda culpa e todo erro que nos afastava da presença de Deus, nos provando o Seu grande amor por nós, entregando Sua própria Vida para nos livrar da morte e da condenação eterna.

Faça essa oração, com Fé, e tenha no seu coração a certeza da Salvação em Cristo, Jesus:

"Oração de Entrega"

"Senhor Deus, eu hoje venho a Ti reconhecendo que sou um pecador e que preciso do seu perdão. Confesso diante de Ti todos os meus pecados, aqueles que eu me lembro agora, e também aqueles que não tenho lembrado, e te peço: perdoa, Senhor, em O Nome de Jesus, todos os meus pecados. Eu renuncio todas as obras da minha carne, toda a impureza e imoralidade, todo o ódio, toda idolatria, toda a maldade, todos os maus pensamentos e todos os meus desejos impuros e tudo aquilo que me afasta da Tua presença e te peço: vem morar em meu coração. Faz em mim, Senhor, a Tua vontade, me usa para, a partir de hoje, ser uma bênção na vida dos meus familiares e dos meus amigos. Me dá sabedoria para me apartar das obras malignas, me ajuda a viver em Santidade, renunciando todo vício e tudo aquilo que não Te agrada. Põe em mim, Senhor, um coração puro, disposto a te servir. Ajuda-me a ter prazer na Tua Palavra e em fazer a Tua vontade. Ensina-me na Tua Verdade e me ajuda a resplandecer a Tua Luz e testemunhar do Teu amor! Senhor, transforma a minha vida por completo e cumpre em mim o teu querer! A minha vida eu entrego a Ti, em Nome de Jesus!!!"

"Amém!"

Sobre mim

Minha foto
Sica Maia
"A essência do homem é pensar: sou uma coisa que pensa, isto é, que duvida que afirma, que nega, que conhece poucas coisas, que ignora muitas, que ama, que odeia, que quer e não quer, que também imagina e que sente." (René Descartes) Sou evangélica, mãe de dois filhos lindos, Pedagoga, professora de Escola Bíblica Dominical, apaixonada por Jesus, secretária do Departamento de Jornalismo da CPAD, seminarista do ITQ. Amo o que faço, porque faço com amor...
Visualizar meu perfil completo

Ouça e Louve!

Curtiu? Divulgue!!!

Amigos do Blog

NOVIDADES DO MEU OUTRO CANTINHO

+ NOVIDADES DO BLOG DA SICA

Meus Blogs Preferidos!

Meu outro blog!

Minha Estante

LINK-ME !


Os mais procurados!

Ocorreu um erro neste gadget

Quem está visitando !

Quem conheceu o Blog !

Agora eu tb faço parte!

Parceiros!

Ouça Rádio Pentecostal href="http://www.radiopentecostal.blogger.com.br/" target="_blank"> 'Create




banner02 Blogs

Another Templates








Siga por Email

Visitas !!!

Procure no blog

Carregando...

Text Widgets